segunda-feira, 29 de março de 2010

APL para beneficamento de castanha de caju

O governo do Ceará, por meio da Secretaria das Cidades, selecionou 46 projetos de Arranjos Produtivos Locais (APLs), formados por micros e pequenos empreendedores de baixa renda, que serão apoiados com recursos do Fundo de Combate à Pobreza (Fecop) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os beneficiados foram selecionados através do segundo edital de apoio a projetos produtivos e receberão, ao todo, R$ 8 milhões, com demandas individuais variando entre R$ 50 mil e R$ 300 mil.
Desta vez, foram contemplados projetos em 35 municípios do Estado, envolvendo atividades produtivas como piscicultura, floricultura, confecção, beneficiamento de castanha de caju e agricultura orgânica. Segundo Francisco Lopes, responsável pela Coordenadoria de Desenvolvimento e Integração Regional (Codir) da Secretaria das Cidades, acredita-se que cerca de 3.680 pessoas possam vir a ser beneficiadas nas comunidades envolvidas, considerando todos os projetos aprovados.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Safra brasileira de castanha de caju

A décima previsão da safra brasileira de castanha de caju para 2010, tendo como referência o mês de fevereiro, em relação a 2010, uma variação de +36,82% na produção, +1,17% na área plantada, +3,39% na área colhida (hectares) e 32,04% no rendimento (kg de castanha por hectare). A partir destes dados, o site Cajucultura organizou tabelas por unidade da federação com as respectivas previsões. Veja mais detalhes no site Cajucultura.

domingo, 14 de março de 2010

Caju em Guiné Bissau

O Brasil quer incentivar a produção de biocombustíveis nos países da África Ocidental através de estudos e angariação de financiamentos de produção, afirmou em Bissau o embaixador Jorge Geraldo Kadri. O diplomata brasileiro acha, contudo, que o país tem potencialidades enormes para a produção de biocombustíveis, a partir da terra hoje não aproveitada para o cultivo de alimentos e também a partir da polpa do caju, principal produto de exportação da Guiné-Bissau.
No ano passado, a Guiné-Bissau exportou cerca de 140 mil toneladas da castanha do caju. "Mas, evidentemente a Guiné-Bissau tem que fazer o seu balanço se deve ou não avançar para a produção de biodisel", afirmou Geraldo Kadri.

sábado, 13 de março de 2010

Ceará: safra de castanha de caju

O comportamento da safra agrícola em 2010 continua a mercê da quadra invernosa. No levantamento de fevereiro, realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística), a castanha-de-caju (total) apresenta expectativa de alta de 0,06% em relação ao mês anterior (153.904 t). O aumento deve-se a incorporação de novas áreas do cajueiro anão ao processo produtivo, o que aponta para a possibilidade de crescer 47,39% em relação a safra de 2009 (104.421t).

sexta-feira, 12 de março de 2010

Queda na produção

Em janeiro, a produção industrial do Nordeste ajustada sazonalmente avançou 3,7% em relação ao mês imediatamente anterior, assinalando a sexta taxa positiva consecutiva, acumulando ganho de 12,8%. Com estes resultados, o índice de média móvel trimestral cresceu 2%, oitavo mês seguido de expansão, acumulando nesse período crescimento de 10,7%. Estes são os resultados da pesquisa regional divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O maior impacto positivo para a formação da taxa de 11,5% veio de produtos químicos (40,3%), em razão do aumento na produção de etileno não-saturado e polietileno de baixa densidade. As maiores contribuições negativas foram assinaladas por alimentos e bebidas (queda de 9%) e celulose e papel (-7,4%), devido, respectivamente, à queda na produção de açúcar cristal e castanha de caju torradas e beneficiadas; e de celulose.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Cajuina com indicação geográfica

Até junho deste ano, a cajuína produzida no Piauí deve ganhar a Indicação Geográfica, IG. A certificação será um reconhecimento às características peculiares da bebida que a diferencia das produzidas em outros Estados do país. A qualidade, o aroma, a coloração e a elevada pureza, além do método artesanal de produção garantiram a IG a esse suco de caju clarificado.
A IG vai beneficiar os produtores e as agroindústrias do setor, além de comprovar o vínculo entre a qualidade da cajuína e o território onde ela é produzida, criando uma identidade para essa bebida, que passará a ser mais valorizada tanto a nível nacional, como internacional. Outra vantagem é que a IG beneficiará toda uma região, no caso o Estado do Piauí, não se restringindo apenas a uma propriedade ou produtor de cajuína.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Mosca negra

Nas últimas semanas, a imprensa tem divulgado com grande destaque a disseminação da mosca negra dos citros por 15 municípios paraibanos. O inseto ataca, sobretudo, as plantações de laranja, mas também afeta outros frutos, como romã, caju, graviola, amora, maracujá, gengibre, goiaba, mamão e sapoti.

terça-feira, 9 de março de 2010

Garantia preços

Agricultores familiares que cultivam açaí, algodão em caroço, amendoim, arroz longo fino em casca, babaçu, borracha – bioma amazônia, borracha natural, café arábica, café conillon, castanha de caju, castanha-do-brasil, feijão, girassol, leite, mamona, milho, pequi (fruto), piaçava (fibra), raiz de mandioca, sisal, sorgo, trigo e triticale contam, em março, com o bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) para os financiamentos dessas 23 culturas.
A portaria do PGPAF foi publicada nesta segunda-feira (8), no Diário Oficial da União (DOU). Os preços de mercado e o bônus de desconto referem-se ao mês de fevereiro de 2010 e têm validade para o período de 10 de março a 9 de abril de 2010.