quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Guinea Bissau exports over 132,000 tonnes of cashew nuts

Guinea Bissau has so far this year exported 132,000 tonnes of cashew nuts, the best sales season of the country’s main export product, the director general of Trade and Competition said Monday in Bissau. Speaking to Portuguese news agency Lusa, Hélder Barros said that the amount already exported to India, the main purchasing market for the product, had already exceeded the target of 120,000 tonnes. In order to achieve over 132,000 tonnes exported by 23 August, the country’s land borders were strictly controlled in order to prevent illegal exports of cashews, said Barros. The country is expected to net around US$80 million from cashew exports, Barros said, noting that the government was satisfied with the results achieved. (macauhub)

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Cashew cultivation expansion programme

Labour Minister P. K.Gurudasan inaugurated in Kollan (India) the State-level cashew cultivation expansion programme on the Asiatech Export Enterprises Cashew Factory compound. Mayor N.Padmalochanan will preside over the function and N.Peethambara Kurup MP, will plant the first grafted sapling. Kerala State Agency for the Expansion of Cashew Cultivation (KSAECC) special officer G.Mohandas said that with the implementation of the programme, there would be an increase of 35,000 MT in the annual yield of cashew nuts in the State. The annual turnover of the cashew industry in the State will go up by Rs 265 crore with the additional production.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Cajucultura terá investimento de 550 mil no Piauí

Um dos problemas enfrentados pelos cajucultores da região de Picos é a falta de recursos para a aquisição da castanha de caju para o beneficiamento da mesma, pois geralmente no período da safra eles não têm recursos para adquirir a castanha para o beneficiamento o que muitas vezes torna inviável o funcionamento das cooperativas. Para amenizar o problema o governo do Piauí autorizou a liberação de 550 mil reais para aquisição de castanha para atender as necessidades dos cajucultores e cooperativas que no período da safra não dispõem de recursos para armazenar a castanha, paralisando as atividades por falta da matéria prima para o beneficiamento. Os recursos serão distribuídos em todas as cooperativas filiadas a COOCAJUP.

sábado, 22 de agosto de 2009

Cashew in Vietnam

Two processing factories will each have capacity to process 5,000 tonnes a year, but owners say they will buy 60,000 tonnes and export the remainder to Vietnam. Cambodia's reliance on Vietnam for its cashew nut exports could be reduced next year if negotiations between officials from the neighbouring countries to build two cashew nut processing plants in Cambodia come to fruition. Mao Thora, a secretary of state at the Ministry of Commerce, said warehouses to store the raw cashew nuts would be completed in the fourth quarter of this year, and that he "hoped" construction of the two factories would begin by mid-2010. Each factory is to have the capacity to process 5,000 tonnes of raw cashew nuts per year, he said.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Lançamento do Cajufestmel

O lançamento da primeira edição do CAJUFESTMEL, um festival de negócios relacionados à cajucultura e apicultura da região de Picos será lançado nesta sexta-feira (21 de agosto) às 19h, no auditório do SEBRAE, em Picos (PI). O município de Picos que já conquistou a posição de maior produtor de mel do Brasil, também é o segundo maior produtor de caju do país. O CAJUFESTMEL é uma exposição de potencialidades relacionadas a cadeia produtiva do mel e do caju realizada pela prefeitura de Picos, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico em parceria com o SEBRAE, Fundação Banco do Brasil, Governo do Estado entre outros parceiros. O evento deverá estimular negócios e a economia com as principais potencialidades da região, o mel e o caju, além fomentar a economia hoteleira que deverá hospedar turistas do agronegócio do país e do exterior.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Declínio

As exportações do Rio Grande do Norte ingressaram numa curva de declínio que parece não ter fim e que chegou a 23,7% no período de janeiro a julho deste ano, na comparação com os primeiros sete meses de 2008. Os números mostram que quase todos os setores têm vendido menos este ano. No topo da lista dos produtos, a castanha de caju, o melão e o camarão estão entre os que sofreram desaceleração.

domingo, 16 de agosto de 2009

BR Caju

A empresa BR Caju (região de Jaicós, próximo a Picos no Piauí) é uma pequena inústria que gera emprego para 84 pessoas e há um ano está comercializando amendôa de castanha caju torrada ou caramelizada com chocolate para as regiões Sul e Sudeste e estados do Amapá e Mato Grosso do Sul. Ainda este ano a BR Caju vai lançar mais um produto destinado aos mercados externo e interno : a cajuína.

sábado, 15 de agosto de 2009

Consumo baixo

No Brasil o setor de sucos prontos para beber apresenta crescimento de 16% nos últimos dois anos, segundo dados do instituto ACNielsen. Pelos números o consumo per capita de sucos no país é de 12 copos (237mL) por ano. Sobe para 73 copos, no México, e 230 copos, nos Estados Unidos.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

PGPAF: 24 produtos contam com bônus

Agricultores familiares que cultivam algodão, açaí, arroz, babaçu, borracha, café, inhame, castanha de caju, castanha do Brasil, cebola, feijão, girassol, leite, mamona, milho, pequi, piaçava, sisal, sorgo, tomate, trigo e triticale contam, este mês, com o bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) para os financiamentos destas 24 culturas. A portaria do PGPAF foi publicada na segunda-feira (10), no Diário Oficial da União (DOU). Os preços de mercado e o bônus de desconto referem-se ao mês de julho de 2009 e têm validade para o período de 10 de agosto a 09 de setembro de 2009.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Moçambique produz dois milhões de mudas de cajueiros

Moçambique deverá produzir este ano 1,7 milhões de mudas de cajueiros contra 1,5 milhões em 2008, um crescimento de 13 por cento. A produção de mudas será efetuada nas províncias de Cabo Delgado, Nampula, Zambézia, Sofala, Manica, Inhambane, Gaza e Maputo, destacando-se a província de Nampula, no norte de Moçambique, que prevê produzir 800 mil mudas. A castanha de caju é uma das grandes fontes de receita para uma parte significativa da população em Moçambique e para a própria economia nacional. O setor prisional também está envolvido no plantio de mais de cem mil mudas de caju que se espera venham a render cerca de quatro milhões de dólares. A indústria de caju em Moçambique já foi considerada estratégica à semelhança do algodão, açúcar, entre outras, mas conheceu revezes após a sua liberalização na sequência das reformas económicas de 1987 apoiadas pelo Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional. (Macauhub)

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Câmara setorial do caju

Ocorre nesta terça-feira, às 14h, reunião da Câmara setorial do caju do Ceará. Na pauta, apresentações da Embrapa Agroindústria Tropical, Secitece e Indi/Fiec sobre os projetos desenvolvidos pelas referidas instituições em prol da cajucultura cearense.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Cursos de cajucultura no Piauí

Comunidades de sete municípios do norte do Piauí estão recebendo treinamentos em cajucultura, envolvendo os Seguintes temas: produção de mudas, aproveitamento do pendúculo, beneficiamento da castanha do caju e boas práticas de fabricação de alimentos. Os cursos constituem ações do SEBRAE, SENAI e do programa PROCOMPI, com o apoio da Secretaria de Agricultura de Piracuruca (PI).

domingo, 9 de agosto de 2009

Raw cashew nut exports

The ban on export of raw cashew nuts, which will come into force in a week’s time, has received mixed reactions from industry players. The action was proposed by the task force appointed by the government in April, this year, to define the way forward for the Kenya’s struggling cashew nuts industry.
The government will officially announce the ban in a gazette notice to be published next week, the Minister for Agriculture, Mr William Ruto, said. But exporters of raw cashew nuts said the move would lock out many buyers and push down farm gate prices. Some farmers also expressed similar sentiments while local processors see this as an opportunity to bunch enough raw materials for processing cashew nuts products for unsatisfied local and international market.
According to Ruto, it is only the government through the National Cereals and Produce Board (NCPB) that will be allowed to buy the nuts directly from the farmers and sell it to the local processors. This will lock out middlemen who buy nuts on behalf of the exporters and currently command over 50 per cent of the market share.

sábado, 8 de agosto de 2009

Mozambique seeks Indian investments in agro-processing

Mozambique has sought investments from Indian companies in a host of areas, including agro-processing, information technology, pharmaceuticals, textiles and automobiles as part of promoting bilateral economic cooperation between the two countries. Making a presentation on ‘Business opportunities for India in Mozambique’ to the members of the Federation of Andhra Pradesh Chambers of Commerce and Industry (FAPCCI) here on Thursday, Vicente Paulo C. Chihale, commercial counsellor, High Commission of the Republic of Mozambique, listed plastic and paper products, machinery and instruments, construction, fisheries, energy and training programmes among the other areas of priority for cooperation.He sought India’s expertise in technology and know-how transfer. He said Mozambique wanted to draw upon India’s experience in the sector of small scale industries and agro-food processing in cashew nuts, coconut, cotton, tea and rice.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Safra 2009 deve cair

A safra brasileira cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar 2009 em 134,4 milhões de t, 7,9% a menos que o recorde histórico obtido em 2008. A estimativa foi feita com base nos dados de julho e divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Em volume, a estimativa do mês passado é 0,8% superior à feita em junho. "O acréscimo frente ao mês passado (junho) deve-se, especialmente, às reavaliações positivas ocorridas com o milho 2ª safra no Mato Grosso, Goiás, Paraná e, ainda, por reavaliações nas estimativas do feijão 3ª safra, do sorgo e das culturas de inverno", apontou o IBGE.
Dentre os 40 produtos considerados no levantamento do instituto apenas 18 devem ter alta em sua safra de 2009, na comparação com o ano anterior. Os destaques ficam para amendoim em casca 2ª safra (14,5%); aveia em grão (20,5%); castanha de caju (17,3%); feijão em grão 2ª safra (9,4%) e juta em fibra (9,8%).

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Polpa de frutas para os EUA e Europa

O município de Palmeira dos Índios está exportando sucos de frutas tropicais produzidos na empresa Palmeira Agrícola, instalada no povoado Santo Antônio, zona rural do município e as margens da rodovia AL 115. A indústria, que foi implantada com recursos próprios e o financiamento do Banco do Nordeste, está produzindo polpa de frutas de umbu, maracujá, pinha, caju, manga, graviola, abacaxi e goiaba.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Cajucultura no Maranhão

Acontece de 28 a 30/9/2009, em São Luís (MA), na UEMA, a Reunião Técnica da Cajucultura no Maranhão. O evento tem como objetivo avaliar alternativas tecnológicas para a cajucultura no Maranhão e orientar ações, mediante o uso de alta tecnologia na instalação de novos plantios com base na aptidão pedoclimática, com uma nova visão empresarial do agronegócio caju, para a exploração comercial do caju anão precoce.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Agricultores atingidos pela estiagem ou enchentes ganham novo prazo

Os agricultores familiares que tiveram perdas de renda em decorrência de estiagem ou enchentes e não são amparados pelo seguro têm até o dia 15 de outubro para o pagamento das operações de custeio do Pronaf. Poderão se beneficiar do novo prazo àqueles que sofreram com a estiagem no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Já no caso de enchentes, a nova data é válida para os estados do Acre, Amazônia, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte. Foi aprovada, ainda, a inclusão de cinco novos produtos no Programa de Garantia de Preço da Agricultura Familiar (PGPAF), são eles: babaçu, açaí, borracha natural extrativa, pequi e piaçava. O programa já incluía algodão, alho, amendoim, borracha natural, caprino de corte, ovinos de corte, castanha do Brasil, carnaúba, girassol, juta, malva, sisal, sorgo, triticale, arroz, café, inhame, cará, castanha de caju, cebola, feijão, leite, mamona, milho, pimenta-do-reino, mandioca, soja, tomate e trigo.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Safra de casatnha de caju 2009

A sexta previsão da safra brasileira de castanha de caju para 2009, tendo como referência o mês de junho foi divulgada pelo IBGE. Em relação a 2008, observa-se uma variação de 17,26% na produção, 3,65% na área plantada, +2,22% na área colhida (hectares) e 14,86% no rendimento (kg de castanha por hectare). A partir destes dados, o site Cajucultura organizou tabelas por unidade da federação com as respectivas previsões.

domingo, 2 de agosto de 2009

Cáritas Espanha financia projeto de caju na África

A direção da Cáritas Espanha aprovou um pacote de ajuda econômica no valor total de 432 mil euros com destino a uma dúzia de projetos de educação e desenvolvimento básico para comunidades especialmente vulneráveis de diversos países da África, América Latina e Ásia.
Três dos seis projetos localizados na África têm como objetivo financiar sistemas de fornecimento de água e saneamento, respectivamente, na comunidade rural de Kalo Kabite, na Etiópia; na região de Akrur, na Eritreia; e nas comunidades de Rutovu e Makamba, na província de Bururi, em Burundi. Os outros três projetos da África que receberão o apoio da Cáritas Espanhola são de caráter diferente. A Cáritas Diocesana de Diebougou, em Burkina Faso, por exemplo, será a receptora de outra ajuda de 12 mil euros para impulsionar um projeto de plantação de 20 hectares de castanha de caju, que proporcionará às comunidades rurais da região uma fonte estável de renda.

sábado, 1 de agosto de 2009

Kenya bans export of raw cashew nuts

Kenya's Agriculture Minister, William Ruto, has banned the export of raw cashew nuts in a bid to revive the industry. He said the government will also set up a mechanism for stakeholders to regulate prices for raw cashew nuts. Addressing a press conference on Thursday, the Minister said he will establish a regulatory body for the development of cashew nut industry to be known as Kenya Cashew Nut Development Authority (KECADA). He lauded a task force formed in April this year to look into modalities of reviving the cashew nut industry for coming up with a credible report that made several recommendations on ways to revive and revamp the cashew nut industry in the country. Ruto added that Kenya had over two million cashew nut trees occupying approximately 30,000 hectares. The country had the potential to produce over 63,000 metric tones of cashew nuts valued at for over one billion shillings per year if the crop received proper husbandry.