segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Dafruta lança suco

A Dafruta, empresa brasileira de sucos, lançou o primeiro suco de soja concentrado do mercado, o Dafruta Soja Concentrado 500ml. O novo produto chega ao consumidor ao custo médio de R$ 3,50, nos sabores caju e uva, e em breve, tropical C e maçã. A novidade vem para incrementar um segmento cujas vendas aumentaram 38% entre 2004 e 2005, quando foram comercializados 150 milhões de litros. Com o lançamento, a companhia espera crescer 35% no mercado nacional e atingir um faturamento de R$ 90 milhões, o dobro em relação a 2003. A empresa tem expectativa de crescimento das exportações para 2007 de 40%.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Safra de castanha de caju 2007

O IBGE divulgou a previsão da safra brasileira de castanha de caju para 2007, tendo como referência o mês de janeiro. Em relação a 2006, houve uma variação de +7,40% na produção, +0,76% na área plantada, +2,50% na área colhida (hectares) e +4,73% no rendimento (kg de castanha por hectare). Veja maiores detalhes no site Cajucultura.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Caju: oportunidade de cooperação

A Associação Indiana do Caju, juntamente com processadores e exportadores de castanha de caju buscam oportunidades de cooperação com Binh Phuoc, província vietnamita que tem uma área cultivada com cajueiro de 195 mil ha, das quais 170 mil ha produzem anualmente mais de 200 mil t de castanhas, representando 50% da produção do país. Entretanto, a produção de castanha de caju processada da província é de 23.800 t. Mais grave: apenas 9 dos 127 processadores de castanha de Binh Phuoc reúnem as condições requeridas para a produção e exportação. O restante somente fornece castanha semi-processada para outros processadores.

sábado, 10 de fevereiro de 2007

Produção de castanha cresce em 2007

Em 2007 a produção de castanha de caju no Ceará, deve registrar um crescimento de 1,95% em relação à área destinada em 2006. Como consequência, espera-se que a produção cresça 5,5%, chegando a 137.719 toneladas. É o que aponta o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A estimativa registrada na pesquisa é que a castanha de caju, cultivada em 177 dos 184 municípios cearenses, tenha mais 7.223 hectares incorporados ao sistema produtivo, passando para 378.255 hectares.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

Entressafra do caju de mesa

Motivado pelo início da entressafra observa-se uma ligeira alta nos preços do caju de mesa em algumas cidades brasileiras onde o produto é comercializado. Veja os números no site Cajucultura, clicando no link Preços.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

Cajucultura vietnamita

O Vietnã, um dos maiores exportadores mundiais de ACC (amêndoa de castanha de caju), em 2006 exportou mais de 130.000 t, faturando US$ 520 milhões. Nos bastidores do crescimento da cajucultura vietnamita está a VINACAS (Associação Vietnamita do Caju), que opera no campo da produção, processamento e comercialização. Estabelecida em 1990, a VINACAS exerce certo equilíbrio sobre o mercado, atua na fixação de preços, assessora o governo em políticas voltadas para a cajucultura e tem participação ativa em negociações internacionais relacionadas ao agronegócio castanha de caju.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

Castanha: controle das exportações

O Instituto Nacional do Caju de Moçambique pretende cumprir com rigor as regras para a exportação de castanha de caju in natura pelo porto de Maputo a fim ter o controle da quantidade do produto que deixa o país por via marítima. As regras já existem e foram publicadas através de decreto, que estabelece que todas as exportações de castanha de caju não-processada têm de ser pesadas em balanças do Incaju e os técnicos do instituto têm de estar presentes a fim de certificar a quantidade e a qualidade. O Incaju estima que 15 mil t de castanha de caju serão exportadas para a Índia pelo porto de Nacala, mas desconhecem os números reais para o porto de Maputo. Das 75 mil t que serão adquiridas aos produtores na safra 2006/2007, entre 25 mil e 30 mil serão processadas pelas 23 fábricas existentes no país.