quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

Caju: acordo entre os grandes

A Associação dos cajucultores do Vietnã (VINACAS) e o Conselho de Promoção das Exportações de Caju da Índia (CEPCI) assinaram um memorando de entendimento com vistas à cooperação entre os dois países. A idéia é intercambiar informações sobre previsões da colheita, além de estatísticas relacionadas à produtividade, exportações e importações, informações de mercado e políticas do governo a respeito do caju. Os dois países pretendem também incluir o Brasil nesse acordo entre os maiores produtores mundiais de castanha de caju.

sábado, 27 de janeiro de 2007

Caju lidera no RN

Na lista de exportações dos principais produtos do estado do estado do RN em 2006, o melão lidera a pauta, seguido por castanha de caju e camarão. As frutas secas também apresentaram um bom desempenho nesse conjunto de itens exportados, registrando um total de US$ 144 milhões (cerca de R$ 317 milhões). Já os pescados sofreram uma queda de 24% em relação a 2005 e somaram US$ 59,6 milhões (pouco mais de R$ 131 milhões) em volume de negócio.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Goma do cajueiro

Artigo publicado na revista Ciência Hoje (dez/2006), com base em estudo da Escola de Química da UFRJ e do Instituto de Biologia da UERJ, informa que o exsudato (goma) do cajueiro pode diminuir a pressão arterial. Essa substância é liberada pelo caule da planta, caso ela sofra alguma agressão do meio externo. É uma espécie de resina, inodora, com coloração entre o amarelo e o âmbar. Testes constataram que cobaias de laboratório que apresentavam hipertensão (pressão arterial alta), quando alimentadas durante 25 semanas com a goma do cajueiro (exsudato processado) tiveram 20% de redução em sua pressão arterial.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Produção de castanha no Vietnã

Em 2006, as exportações de castanha de caju in natura do Vietnã cresceram 26% em valor e quantidade. A maior parte foi exportada para a Europa e China, que respondem por 42.31% e 22%, respectivamente, do total das exportações de castanha do país. Em 2006 o Vietnã exportou mais de 130 mil t de ACC, faturando cerca de US$ 500 milhões. Atualmente responde por 50% do mercado mundial de castanha in natura, com uma saída anual de cerca de 100 mil t. Leia mais no site Cajucultura.

terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Preços do caju de mesa

Estes são os preços do caju de mesa (R$/kg) na semana de 15 a 19 de janeiro: Recife (0,56), Salvador (2,50), Brasília (3,33), São Paulo (3,00), Campinas (8,50), Curitiba (9,20), Fortaleza (1,39), Natal (1,00). Semanalmente o site Cajucultura divulga esta série.

domingo, 21 de janeiro de 2007

Renovando com mudas enxertadas

A Emater Ceará iniciou a entrega de 520 mil mudas enxertadas de cajueiro para os agricultores cearenses das regiões Metropolitana, Litoral Leste, Baixo-Jaguaribe, Meio-Norte, Baixo Acaraú, Zona Norte, Extremo Norte, Maciço de Baturité, Cariri, Cariri Leste e Cariri Oeste. A ação começou pelo Cariri. Cada produtor beneficiado receberá um número de mudas suficiente para atender uma área mínima de dois hectares e no máximo de cinco hectares. Além de fornecer as mudas selecionadas, a Ematerce ainda realizará o acompanhamento do plantio no campo, cuidando para que o agricultor mantenha o compromisso de adotar tecnologias difundidas pelos técnicos da Empresa. A muda recebida, que custa R$ 1,45, será paga pelo produtor no quarto ano após o plantio.

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Liderança, apesar de tudo

No Estado do Ceará, os cinco produtos mais comercializados em 2006 foram castanha de caju (US$ 136,2 milhões), peles e couros (US$ 127,9 milhões), camarões (US$ 51,2 milhões), frutas (US$ 49,5 milhões) e lagostas (US$ 37,6). Também foram destaques na pauta de exportações mel de abelha (crescimento de 33,2% - de US$ 3,4 milhões para US$ 4,6 milhões), sucos de frutas -aumento de 31,1% (de US$ 6,9 milhões para US$ 9,2 milhões), e pescado com alta de 29,2% (de US$ 2 milhões para US$ 2,6 milhões).

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Produção de castanha em 2006

O IBGE divulgou a última previsão da safra brasileira de castanha de caju para 2006, tendo como referência o mês de dezembro. Em relação a 2005, houve uma variação de +59.96% na produção, +4,24% na área plantada, +1,27% na área colhida (hectares) e +57,94% no rendimento (kg de castanha por hectare). Pelos números, os três maiores produtores, pela ordem, são: Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí. Maiores detalhes no site Cajucultura.

domingo, 7 de janeiro de 2007

Suco de caju é o preferido

O site Cajucultura acaba de divulgar o resultado de enquete sobre a preferência do internauta em relação aos principais sucos de frutas do país. A pergunta era: Qual o suco de fruta de sua maior preferência? Respostas: Laranja (11,32%), Manga (11,32%), Caju (60,38%), Acerola (1,89%), Maracujá (15,09%).